Não. Não é sobre o Sporting!... São dicas e opiniões sobre jardinagem, paisagismo, ambiente, ecologia, natureza, energias alternativas, reciclagem, etc, etc, etc...

.Vamos a votos?


Google PageRank Checker

.pesquisar:

 

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
www.greenpeace.pt

.ainda verditos:

. MiniJardim, versão eco-nó...

. MiniJardim

. E estes vasos, hem?

. A plantação em vasos

. (2) Jardim de varanda

. Original vaso de varanda

.já maduros:

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.links

.tags

. todas as tags

.euVerde:

.vósVerdes:

.mundoVerde:

Locations of visitors to this page
Add to Technorati Favorites


View blog authority
blogs SAPO
RSS
Spread the Recycling Message
Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

MiniJardim, versão eco-nómica

Se gostaram da ideia que vos mostrei no post do dia 28 de Maio, do MiniGarden, mas acharam o investimento considerável (sim, não me esqueço que o custo de vida vai de mal, a pior!), então tenho para vos propor uma versão mais económica e que é simultaneamente ecológica, já que faz o aproveitamento de vulgares garrafas de plástico para serem usadas como vasos. Todo o processo está explicado aqui e aqui.

 
  
 
A ideia foi encontrada no blog Desertification. Este é um blog que visa a problemática das terras secas e desérticas, propondo várias opções e soluções que ajudem a minimizar os efeitos da seca, cuja principal consequência é a probreza e escassez de alimentos para as populações.
 
publicado por iGreen às 22:29
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Maio de 2008

MiniJardim

Muito a propósito do post anterior, e especialmente dedicado a quem vive na cidade – logo tem um espaço limitado para jardinar - recebi, na semana passada, uma newsletter publicitando um artigo que pode facilitar, e muito, a vida dos jardineiros urbanos.

 
Trata-se do MiniGarden, um sistema inovador de vasos modulares e empilháveis, concebido pela QuizCamp que permite a cultura quer de vegetais e frutos de pequeno porte, como alfaces e morangos; quer de flores e outras plantas. Pelo facto de serem empilháveis, é possível cultivar uma quantidade considerável, num espaço mínimo. Este inovador artigo está a registar grande aceitação e até prémios em diversos países europeus, onde já é comercializado. Em Portugal é possível encontrar o MiniGarden em algumas das grandes lojas de Bricolage e Jardim e nos principais Garden Centers. Também é possível adquirir este artigo online através da loja Inexistencia.
publicado por iGreen às 22:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Maio de 2008

E estes vasos, hem?

Qualquer coisa pode servir de vaso e em qualquer lugar se pode criar um jardim.

Já todos sabemos isto.

Mas será que temos a noção da quantidade objectos comuns que podemos utilizar? E de como podem ficar espectaculares?

 

Descobri no Flicker um grupo dedicado a fotos de vasos de flores invulgares ou especiais. Lá encontram a foto que ilustra este post entre muitas outras.
 
 
Cliquem aqui para aceder à página e descobrir vasos de todas as espécies e feitios!!

 

tags:
publicado por iGreen às 20:36
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 23 de Outubro de 2007

A plantação em vasos

Preparação

Antes de proceder a uma nova plantação, certifique-se que o vaso que vai ser usado nesta operação está bem limpo e desinfectado, quer este seja de terracota, pedra, cimento, madeira ou cerâmica. Se o vaso já tiver sido utilizado pode proceder à desinfecção lavando com uma solução feita com 1 parte de lixívia para 9 partes de água.

dica verde: considere reutilizar recipientes como latas, alguidares, bidões, garrafões, etc. Use um pouco de imaginação e torne-os atraentes e decorativos, com uma camada de tinta, por exemplo.

 

Drenagem

Uma boa drenagem é um aspecto fundamental para a boa saúde das plantas em vasos. Garanta a drenagem no fundo dos vasos e o desimpedimento dos orifícios. Faça um ou mais furos em recipientes onde estes não existam, conforme o tamanho do recipiente.

No fundo do vaso deve ser colocada uma camada para drenagem que pode ser feita de argila expandida, pedrinhas pequenas, areia grossa ou mesmo cacos (de terracota, vidro, ...). Tenha o cuidado de garantir que esta camada não entope os orifícios de escoamento.

dica verde: utilize bocadinhos de esferovite, além de ser um material leve. não é biodegradável por isso está a contribuir para reduzir o volume de lixo nos aterros.

 

Separação de estratos

Entre a camada de drenagem e o substrato, coloque uma manta de separação para evitar as perdas de terra juntamente com a água das regas ou da chuva.

dica verde: além do material próprio, pode também usar filtro de exaustor, meias velhas de nylon ou qualquer outro tecido de que seja bastante permeável.

 

Colocação de terra vegetal

Encha o recipiente com uma mistura de terra para vasos até cerca de três quartos. Não deve ser utilizada terra de jardim por ser demasiado compacta e pesada.

De seguida coloque o vaso em que a planta está para verificar o espaço que o torrão irá ocupar.

Para enriquecer a mistura pode acrescentar também composto.

 

Preparação da planta

Mergulhe a planta, dentro do vaso original, num balde com água e deixe-o abaixo do nível da água durante alguns minutos para que o torrão fique completamente humidificado. Esta operação só é necessária para o caso das plantas se apresentarem dificeis de retirar do vaso de origem, normalmente basta apertar o vaso em toda a volta para descolar facilmente a planta.

Segure a planta pela base do caule, solte a terra e as raízes do fundo e coloque-a dentro do novo recipiente.

 

Plantação

Acondicione a nova terra à volta das raízes e proceda ao seu acamamento, até chegar ao mesmo nível à volta da planta.

No final, e para que as raizes se comecem imediatamente a acomodar ao novo espaço, regue bem a planta.

 

Resultado final

Este texto (e imagens) foi feito com base na página A Plantação Passo a Passo que encontrei no espaço "Ambiente" do site da Câmara Municipal do Seixal, onde existem vários outros artigos de interesse, como: Práticas para uma jardinagem sustentávelEco Sugestões ou Dossier Temático - Plantas autóctones.

 

publicado por iGreen às 20:18
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

(2) Jardim de varanda

Onde plantar?
Se vamos ter plantas, naturalmente temos que as plantar em algum lugar. Para uma varanda o mais lógico, prático e económico será naturalmente optar por vasos. Chegada esta conclusão, podemos passar à pergunta seguinte: que vasos? Existe no mercado uma vasta gama de vasos e floreiras que não facilita a escolha. No entanto podemos começar por levar em consideração os seguintes aspectos:
 
1.  Peso
O peso é um factor importante a ter em consideração. Seria óptimo saber exactamente qual o nível de peso que a nossa varanda está projectada para suportar. Ao avaliar o peso de um vaso, devemos considerar:
   a)  o tipo de material de que é feito (peso quando vazio)
   b)  o peso quando cheio de terra e plantas
   c)  o peso quando cheio e molhado
 
Se duvidarmos da capacidade de suporte da varanda ou soubermos que de facto não está projectada para suportar grandes pesos, temos as seguintes hipóteses
  • Colocamos apenas 1 ou dois vasos grandes com um cuidado arranjo de plantas
  • Colocamos uma quantidade maior de vasos, mas de pequenas dimensões
  • Escolhemos vasos de materiais leves (p. ex. plástico)
2.  Tamanho
Depois de avaliada a questão do peso, o tamanho de um vaso deve corresponder ao porte das plantas que lá vão ser colocadas. Naturalmente, um arbusto grande ou uma pequena árvore necessita de um vaso consideravelmente maior do que um gerânio.
Um vaso de grandes dimensões tem ainda uma vantagem ao nível da irrigação, pois devido à maior quantidade de terra que armazena esta tem menor tendência para secar rapidamente, o que é uma característica dos vasos pequenos.
 
3.  Material
Podemos encontrar à venda diversos tipos de vasos em materiais tão diferentes como:
  • Pedra
    Lindos. Geralmente conferem aspecto clássico. e imponente. Têm a desvantagem de serem muito pesados e geralmente bastante caros, além de não ser fácil encontrar uma grande variedade.
  • Cimento areado
    Geralmente são atraentes, fáceis de encontrar em diversos estilos e bastante económicos. São muito resistentes, mas pesados.
  • Sintéticos (plástico, resina, fibra de vidro)
    Podem ser mais ou menos bonitos, a variedade é grande. Alguns imitam na perfeição o barro, outros apresentam um design moderno e arrojado. O plástico é a opção mais económica e também a mais fácil de encontrar. São leves e resistentes.
  • Barro e cerâmica
    São normalmente muito atraentes, mas têm a desvantagem de serem pesados e de se poderem quebrar. O barro, quando não vidrado, tem ainda a desvantagem de permitir a evaporação da água através da sua superfície.
  • Madeira
    São muito decorativos e dão um aspecto acolhedor a qualquer espaço. O seu maior problema é a resistência às intempéries que depende muito da qualidade da madeira e/ou do tratamento a que foi submetida. Os exemplares mais resistentes são também normalmente os mais caros.
  • Zinco e Aço inoxidável
    São uma excelente escolha para quem pretende um ar moderno e despretensioso, mas com requinte. Podem ser bastante dispendiosos e se não tiverem um tratamento impermeabilizante podem enferrujar ou manchar com facilidade.
Para finalizar deixo mais uns quantos conselhos avulso:
  • A variedade de materiais em que se apresenta um vaso, tem a ver também com o facto de que qualquer recipiente pode ser convertido num vaso, desde latas de tinta ou de conservas, a velhos alguidares de plástico. Com um pouco de criatividade e alguma tinta podem bem ser transformados em originais vasos.
  • Todo e qualquer vaso deve ter um ou vários buracos no fundo para escoamento de água (nada mata uma planta mais depressa que o excesso de água).
  • Dependendo do local escolhido para colocar o vaso, pode ser necessário complementá-lo com o respectivo pratinho para acolher a água excedente.
  • Vasos que possuam um fundo para armazenamento de água podem revelar-se muito úteis para quem tem pouco tempo ou pouca paciência para andar sempre a regar plantas.
sinto-me: verrde
publicado por iGreen às 18:44
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Setembro de 2007

Original vaso de varanda

Hoje encontrei na net este originalíssimo vaso de pendurar na varanda, completamente diferente do conceito habitual de floreira de pendurar.

 

Chamam-se "On The Edge Pots", são da autoria do designer Michael Hilgers, oferecem dois espaços individuais de plantação e podem ser pendurados em rails de protecção com largura até 60mm.

 

Á venda no site Design Within Reach por $85.

 

  

tags: ,
publicado por iGreen às 17:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar