Não. Não é sobre o Sporting!... São dicas e opiniões sobre jardinagem, paisagismo, ambiente, ecologia, natureza, energias alternativas, reciclagem, etc, etc, etc...

.Vamos a votos?


Google PageRank Checker

.pesquisar:

 

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
www.greenpeace.pt

.ainda verditos:

. Porque amamos os animais....

. Solução de arrumação para...

. Agradecendo

. Porque amamos os animais....

. Porque amamos os animais....

. Porque amamos os animais....

. Porque amamos os animais....

. Vou de férias!

. Abriu a caça ao Voto!

. Porque amamos os animais....

. Que tal... umas férias no...

. Tão giro!

. Pequeno, mas com muita ar...

. Porque amamos os animais....

. Apelo!

.já maduros:

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.links

.tags

. todas as tags

.euVerde:

.vósVerdes:

.mundoVerde:

Locations of visitors to this page
Add to Technorati Favorites


View blog authority
blogs SAPO
RSS
Spread the Recycling Message
Sábado, 28 de Junho de 2008

Pequeno, mas com muita arrumação!

Mais uma dica para quem tem espaços pequenos e deseja aproveitá-los ao máximo. A foto ao lado é do BHG e sugere que, para maximizar um espaço pequeno, longo e estreito, como uma varanda, por exemplo, o segredo é criar camadas.

 

 É bem visivel na foto que os vasos estão colocados em, pelo menos, três níveis de alturas diferentes. Assim não só se cria um impacto visual de grande efeito, como ainda sobra suficiente espaço para circular e até, porque não, colocar uma pequena mesa com cadeiras, ou então um banco, para disfrutar do belo jardim.

publicado por iGreen às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

Porque amamos os animais... (5)

Ao estudar as características e a índole dos animais, encontrei um resultado humilhante para mim.

Mark Twain

1835 – 1910

Pseudónimo de Samuel Langhorne Clemens. Escritor norte americano, autor de "As Aventuras de Tom Sawyer" e "Huckleberry Finn" 

 

 

tags:
publicado por iGreen às 00:29
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

Apelo!

Hoje recebi este apelo por e-mail, que passo a partilhar com todos voçês.

Obrigada. 

 

Projecto Animais de Rua

Olá a todos!

O Animais de Rua está a atravessar a pior fase desde o início da sua existência.

Temos centenas de animais em espera para serem esterilizados e os Padrinhos e Madrinhas de Esterilização (a quem muito agradecemos e graças a quem temos esterilizado tantos animais) não chegam para todos. Os Padrinhos e Madrinhas de Prestação Mensal têm-nos ajudado com os valores de pós-operatório das fêmeas em hotel canino, tratamentos e ração, mas com a divulgação do Projecto todos os dias nos chegam às mãos dezenas de casos a que não podemos atender por falta de meios.

Para continuarmos a esterilizar animais, precisamos muito da vossa ajuda!

Aqui vão algumas formas de nos ajudar:

1. Visite a secção de Animais a Aguardar Esterilização e apadrinhe a esterilização de um animal à sua escolha.

2. Torne-se Padrinho/Madrinha de Prestação Mensal

3. Adquira peças na nossa Loja Virtual, que está constantemente a ser actualizada com novos artigos.

4. Ofereça donativos em ração de gato e cão e/ou desparasitantes internos e externos para as colónias e matilhas protegidas pelo Animais de Rua e que vivem na rua, sem acesso a alimentação suficiente (zelia.reis@animaisderua.org)

5. Divulgue o banner do Animais de Rua no seu blog ou site.


Contamos convosco para conseguirmos ajudar cada vez melhor e mais animais.

Obrigada a todos!

Animais de Rua — Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar
http://www.animaisderua.org/
geral@animaisderua.org

 

tags:
publicado por iGreen às 17:59
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

Espalmar é poupar.

 

Podia ser um slogan para incentivar as pessoas a espalmarem as embalagens que colocam no eco-ponto para reciclar, não podia? Como: garrafas e garrafões de plástico, embalagens de leite, etc... Espalmando de facto poupam. Poupam viagens ao eco-ponto; poupam espaço no eco-ponto; poupam combustível no transporte dessas embalagens para o centro de reciclagem...
 
Mas existem outras coisas que se podem espalmar e hoje venho falar-vos de uma técnica de cultivo que consiste em espalmar árvores, a técnica da Espaldeira, ou Espalier (nome usado em Inglês e Francês).
A técnica consiste em condicionar o crescimento de uma árvore, alterando a sua forma, tornando-a bi-dimensional. O objectivo final é conseguido através de uma combinação de técnicas que incluem a enxertia e a poda criteriosa, mas a forma é conseguida essencialmente pela condução dos ramos jovens e flexíveis através de um suporte.
 
O termo tem origem na designação do suporte utilizado para treinar o crescimento da árvore: a espaldeira ou grade de ripas. Embora não pareça, devido ao seu menor volume, uma arvore conduzida pela técnica da espaldeira consegue uma captação de luz solar idêntica a outra da mesma espécie cultivada de forma natural, e consegue também uma produção idêntica de fruta. Por este motivo, a técnica foi muito popular na Europa Medieval, já que permitia a produção de fruta dentro das apertadas muralhas dos castelos da época. Mas não terá sido nessa época que a técnica foi inventada. Existem indícios que apontam para a existência da técnica em épocas muito anteriores, supondo-se que possa ter tido origem no Antigo Egipto.
 
O facto de conseguir recolher tanta luz solar, como qualquer outra árvore da mesma espécie, mas com um volume muito menor, torna estas árvores ideais para jardins pequenos, onde o espaço é precioso, mas também para se conseguir criar para efeitos decorativos inusitados (ver blog Cheiro de Mato), verdadeiras esculturas vivas. Uma árvore “espaldeirizada” (penso que este termo nem existe, mas vocês entendem-me, não?) pode ainda ser plantada junto a um muro (*) ou parede, especialmente naqueles que tiverem uma exposição solar orientada a sul (ou a Norte, para o hemisfério Sul). O muro, por um lado, reflecte a luz solar, que a árvore aproveita para absorver; por outro, retém calor que vai libertando durante a noite. Estes dois factores permitem que esta árvore consiga sobreviver em climas mais frios, onde outra da mesma espécie, mas cultivada de forma natural não conseguiria. Outra particularidade é a de os seus frutos amadurecerem mais rapidamente.

  

 Acer palmatum

 Camellia japonica

 Camellia sasanqua

 Cercis canadensis

 Chaenomeles lagenaria

 Cotoneaster sp.

 Euonymus alata

 Ficus carica

 Forsythia intermedia

 Ilex Cornuta 'Burford'

 Jasminum nudiflorum

 Juniperus chinensis 'Pfitzeriana'

 Magnolia grandiflora

 Magnolia stellata

 Malus sp.

 Photinia serrulata

 Pyracantha sp.

 Stewartia Koreana

 Taxus sp.

 Viburnum sp.

Nem todos os tipos de árvores são adequados para serem sujeitos a esta técnica, embora, em teoria, qualquer árvore de fruto possa ser uma boa candidata. A planta deve ter
ramos longos e flexíveis. Como exemplo das espécies que melhor se adaprtam à técnica da espaldeira, temos: a Ficus carica (figueira), Malus (macieira), e a Pyrus (pereira). Ao lado encontra-se uma lista 
com 20 das espécies preferidas para a aplicação desta técnica.
 
Com o passar dos tempos, várias culturas utilizaram a técnica da espaldeira e simultaneamente criaram as suas próprias variantes, principalmente no que diz respeito à forma, desde a forma horizontal, em U, em leque, em losangulo,etc.
Consulte os links abaixo para uma informação mais completa.
 
 
 
(*) Deve ser respeitada uma distância de 15 a 25 entre a planta a e o muro ou parede para permitir um correcto desenvolvimento das raízes, para permitir também a circulação de ar e o controlo de pragas.
 
 
Informação traduzida e adaptada de:
http://en.wikipedia.org/wiki/Espalier
http://commons.wikimedia.org/wiki/Espalier (imagens)
http://www.ces.ncsu.edu/depts/hort/hil/hil-619.html
http://edis.ifas.ufl.edu/pdffiles/MG/MG27300.pdf
 
tags:
publicado por iGreen às 20:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 22 de Junho de 2008

Susto!

 

Tenho que vos contar o susto que apanhei à conta dos próximos posts. Em especial daquele que se vai seguir, já que os outros são pequeninos e as imagens e textos recuperavam-se com facilidade.
Costumo ir escrevendo os posts em bocadinhos de tempo mais ou menos livres, em documentos que vou guardando numa pen até estarem “em acção” de publicar.
Já tinha escrito mais de meio post quando precisei fazer uma pausa, por isso guardei devidamente na minha pen, e fui à minha vida. Quando regressei algo se tinha passado e deixei de ter acesso a todo o directório onde o documento estava gravado. (Oops!) Inicialmente não me preocupei muito e trouxe a pen comigo para o trabalho pensando que seria apenas o meu velhinho PC que estava com a “macacoa”, mas chegando cá as coisas não melhoraram muito. “Cravei”, então, um colega meu para correr um software de recuperação que funcionou muito bem: recuperou todos os ficheiros da pen - menos este! - que, por sinal era o único de que eu não tinha backup. Já estava quase a ficar conformada que teria que voltar a escrever tudo do zero, quando o meu colega (obrigada Henrique!) se lembrou de correr outra aplicação de recuperação diferente, e.... funcionou! Hurra!
Moral da história: há que manter a esperança e nunca desistir.
 
tags:
publicado por iGreen às 17:53
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

Porque amamos os animais... (4)

 

O destino dos animais é muito mais importante para mim do que o medo de parecer ridículo.

Émile Zola

1840 – 1902
Consagrado escritor francês, considerado o criador e o representante mais expressivo da escola literária naturalista, além uma importante figura libertária da França.

 

tags:
publicado por iGreen às 22:02
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Junho de 2008

Porque amamos os animais... (3)

 

O cão é a virtude que, impedida de tomar forma humana, fez-se animal.

Victor Hugo
1802 – 1885

Grande vulto da literatura francesa. Homem de grande actuação política em seu país, destacando-se pela defesa dos direitos humanos e da construção de uma sociedade igualitária. É autor de Les Misérables e de Notre-Dame de Paris, entre diversas outras obras.

 

tags:
publicado por iGreen às 19:46
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

MiniJardim, versão eco-nómica

Se gostaram da ideia que vos mostrei no post do dia 28 de Maio, do MiniGarden, mas acharam o investimento considerável (sim, não me esqueço que o custo de vida vai de mal, a pior!), então tenho para vos propor uma versão mais económica e que é simultaneamente ecológica, já que faz o aproveitamento de vulgares garrafas de plástico para serem usadas como vasos. Todo o processo está explicado aqui e aqui.

 
  
 
A ideia foi encontrada no blog Desertification. Este é um blog que visa a problemática das terras secas e desérticas, propondo várias opções e soluções que ajudem a minimizar os efeitos da seca, cuja principal consequência é a probreza e escassez de alimentos para as populações.
 
publicado por iGreen às 22:29
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

Sugestão para pequenos espaços

 

Quem tem pequenos espaços para jardinar (como eu!), certamente gostaria de ter um espaço maior (como eu!). Ou, no mínimo que o seu espaço parecesse maior. Mas, eu ainda não tinha descoberto uma maneira de fazer “esticar” o espaço, por isso sempre pensei que seria impossível!
Pelo menos até ter descoberto esta sugestão no BHG. Achei-a tão interessante que não podia deixar de a divulgar.
Quando olham para a foto o que vos parece que vêem? Um jardim dividido por uma treliça de madeira, certo? Errado! Na realidade o que vêem é o reflexo do mesmo espaço, mas do lado oposto. Por trás da treliça não está um jardim, mas sim um espelho, estrategicamente colocado.
E assim se duplica um espaço pequeno.
Que tal?
 
tags: ,
publicado por iGreen às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 7 de Junho de 2008

Porque amamos os animais... (2)

Eu dei a minha beleza e a minha juventude aos homens. Agora, dou a minha sabedoria e a minha experiência aos animais.

Brigitte Bardot

28/09/1934

Actriz e contora fancesa. Superestrela de cinema nos anos 60 do séc XX e activa defensora dos direitos dos animais.

tags:
publicado por iGreen às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar