Não. Não é sobre o Sporting!... São dicas e opiniões sobre jardinagem, paisagismo, ambiente, ecologia, natureza, energias alternativas, reciclagem, etc, etc, etc...

.Vamos a votos?


Google PageRank Checker

.pesquisar:

 

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
www.greenpeace.pt

.ainda verditos:

. Porque amamos os animais....

. Solução de arrumação para...

. Agradecendo

. Porque amamos os animais....

. Porque amamos os animais....

. Porque amamos os animais....

. Porque amamos os animais....

. Vou de férias!

. Abriu a caça ao Voto!

. Porque amamos os animais....

. Que tal... umas férias no...

. Tão giro!

. Pequeno, mas com muita ar...

. Porque amamos os animais....

. Apelo!

.já maduros:

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.links

.tags

. todas as tags

.euVerde:

.vósVerdes:

.mundoVerde:

Locations of visitors to this page
Add to Technorati Favorites


View blog authority
blogs SAPO
RSS
Spread the Recycling Message
Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

Feliz Ano Novo

publicado por iGreen às 22:58
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 30 de Dezembro de 2007

Natal verde - Os Presentes (2ª parte)

Este post já vem fora de horas, eu sei! Alguns acontecimentos que não estavam no programa, provocaram esta situação. Ainda ponderei guardar este post para amadurecer durante um ano e publicá-lo durante a quadra de Natal do ano que vem. Mas depois lembrei-me do velho ditado: “Não guardes para amanhã o que podes fazer hoje.”; e de facto, um ano é muito tempo. Durante o ano existem imensas oportunidades para se oferecerem presentes a familiares e amigos: aniversários, casamentos, baptizados, celebrações de vários tipos e se pudermos oferecer presentes ecológicos... tanto melhor!
 
Esta 2ª parte do post dedicado aos Presentes vai-se concentrar nas energias alternativas. Isto porque existem por aí uma série de objectos, bonitos, originais e de grande utilidade, que no entanto, me parecem pouco divulgados. Aqui ficam alguns dos que eu descobri:
 
Ao Sol:
A pedal ou à manivela:
 
publicado por iGreen às 20:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Feliz Natal

 

A todos, os meus votos de um Feliz Natal, com muita saúde, muita alegria, e claro... com muitos presentinhos!!

 

 

tags:
publicado por iGreen às 13:17
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Natal verde - Os Presentes (1ª parte)

Estamos quase, quase, quase a chegar ao Natal. E este ano (ao contrário do que é habitual), eu tenho as minhas compras de Natal muito, muito atrasadas!!!

Calculo que não seja a única. Por isso decidi fazer um post dedicado aos presentes, para quem precisa de ideias de última hora. E como não podia deixar de ser... dentro do espirito deste espaço... são ideias verdes.

 

Estas ideias verdes podem servir para fazer felizes aqueles vossos amigos já de si muito verdes e que naturalmente vão apreciar e valorizar a oferta ou, por outro lado, servir para tentar converter aqueles vossos amigos que têm muuuuita preguiça em começar a dar os pequenos primeiros passos no sentido de incorporar hábitos mais saudáveis para o ambiente no seu dia a dia.

  • Conjunto de pilhas recarregáveis e/ou carregador
    Todo o mundo precisa de usar pilhas em casa. Seja no relógio da cozinha, seja nos comandos da TV e do DVD, seja nos brinquedos dos filhos, na máquina fotográfica digital... enfim, existem inúmeras situações onde é necessário utilizar pilhas. Ora, as pilhas são altamente poluentes quando deitadas no lixo, devendo sempre ser deitadas fora em local adequado –
    pilhão - por isso as pilhas recarregáveis são uma boa opção, além de ajudarem a poupar bastante dinheiro.

    Sugestão: Faça uma estimativa da quantidade de pilhas que esta oferta poderá substituir. Converta em euros/ano e imprima uma brincadeira atestando o valor adicional e invisível desta oferta.

    E para quem quer ser ainda mais original... que tal um carregador de pilhas... a energia solar, como estes:
    Freeloader/USB powered AA and AAA Battery Charger
    Freeloader Portable Solar Charging System and AA/AAA Battery Charger
    Universal Solar Battery Charger
    Solar Battery Charger with multi-jack


  • As indispensáveis lâmpadas de baixo consumo
    Estão absoluta e totalmente na moda. Existem em muitas cores e feitios. Poupam imenso dinheiro e, através da utilização eficiente que fazem de energia, são uma excelente ajuda para reduzir as emissões poluentes das centrais eléctricas.

    Sugestão: Coloque várias lâmpadas de tamanhos e feitos diferentes num cesto ou taça. Enfeite cada uma com uma fita colorida e feche o cesto com papel transparente (celofan ou equivalente). Complete com uma folha contendo a seguinte informação:

 Sabias que... (*)

  • Uma lâmpada fluorescente compacta – LFC (Lâmpada economizadora) – consome cerca de 80% menos do que uma lâmpada incandescente de igual luminosidade.
  • O tempo de vida útil de uma lâmpada incandescente é de cerca de 1.000 horas. Numa LFC de topo de gama essa vida útil pode ir até às 15.000 horas.
  • Embora o custo inicia de uma LFC seja mais elevado do que o de uma lâmpada incandescente, o seu custo global é inferior. A economia de utilização no ano da compra é de €6, dois anos depois é de €17 e cinco anos depois atinge os €42.

(*) De acordo com o Guia prático para casa eficiente, disponível no portal eco, programa de eficiência energética da EDP.

 

  • Tira de tomadas com interruptor
    Agora acharam que eu enlouqueci, certo? Então dar de presente uma tira de tomadas com interruptor?!!... Isso é presente que se dê?!!... Para quê?!!...
     Tem algum jeito?!!...
    Bom, na realidade, pode ser um presente com bastante valor. Primeiro leiam a informação abaixo:

 Sabias que... (*)

  • Praticamente todos os aparelhos audiovisuais, como seja o vídeo, o computador e os equipamentos de alta fidelidade, têm modo de stand by (modo de repouso).
  • O período durante o qual estes aparelhos permanecem em stand by é quase sempre maior do que o período em que estão ligados.
  • O consumo dos aparelhos em stand by pode representar cerca de 12% do seu consumo de electricidade: o consumo global em stand by representa, em média, cerca de €37/ano (em tarifa simples) na factura de electricidade de uma casa tipo.

(*) De acordo com o Guia prático para casa eficiente, disponível no portal eco, programa de eficiência energética da EDP.

Como sabem, normalmente as ligações dos aparelhos de hi-fi fazem-se atrás do móvel, logo, em local pouco acessível a ligar e desligar na tomada, certo? E como muitos aparelhos desligam apenas por comando e chegar à tomada é difícil, lá ficam os aparelhos ligados em stand by! Então se fizerem as ligações a uma tira de tomadas colocada num local estratégico, discreto mas de fácil acesso; basta desligar o interruptor dessa tomada para desligar uns poucos de "stand bys". Fica fácil e assim é mais provável de se tornar num hábito.

  • Tomadas com relógio/temporizador
    Continuando com a ideia da utilização eficiente de energia, estas tomadas podem ser de grande utilidade e representar uma grande poupança na factura da electricidade se se aderir ao tarifário bi-horário ou tri-horário. Basta programar estas coisinhas para ligar/desligar os aparelhos durante as horas de vazio (normalmente durante a madrugada). Aparelhos como a máquina de lavar roupa, a máquina de secar roupa e a máquina de lavar louça.

     
  • Plantas
    São sempre um presente muito apreciado por quem gosta de jardinar. Mas uma planta estrategicamente adquirida, para começar a povoar “aquela” varanda estéril de um amigo/a é mais do que um presente – é um desafio! Será que esse amigo/a vai conseguir manter a planta viva? E depois de ter a primeira, será que não vai adquirir outra e mais outra para lhe fazer companhia?
    O melhor é escolher uma planta que seja fácil de cuidar, de preferência que dê flor para estimular a curiosidade, e que esteja bem adaptada às condições climatéricas do local a que se destina. Pode incluir no presente, também o vaso adequado para o transplante, terra e adubo; ou então oferecer já tudo pronto. Para esses amigos avessos às plantas, é de toda a conveniência incluir uma folha com as instruções detalhadas das características da planta e de como cuidar dela. Finalmente durante o ano, é só manter um interrogatório cerrado, do tipo: “Então tens cuidado bem do presente que te ofereci no Natal passado, hem? !!”

Hehe! Já estou mesmo os meus amigos e amigas a interrogarem-se, qual deles é que vai receber um conjunto de lâmpadas, uma tomada... ou então, quem é que vai estar "à péga" o resto do ano a tentar manter viva uma linda plantinha!!....

publicado por iGreen às 20:38
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

Comentários

Olá a todos.

 

Tenho reparado que o número de visitantes não pára de aumentar e fico muito feliz com a vossa presença, desde já muito obrigada.

 

No entanto, não tenho comentários aos meus posts e isso deixa-me um pouquinho triste.

Eu sei que o tempo já é escasso para ler blogs, quanto mais para os comentar. Eu mesma sofro bastante dessa limitação. Mas precocupa-me que talvez as pessoas até queiram comentar e não consigam devido à forma como está elaborado o formulário de comentários do Sapo. Por isso queria deixar este esclarecimento, especialmente para quem não tem blog no Sapo

1 - Colocar o cursor na opção "Não tem Blog nos novos Blogs do SAPO"

2 - Colocar o seu nome, ou nick, no campo "Nome"

3 - O campo "URL" pode ser preenchido com o URL do vosso blog ou homepage onde quer que esta esteja alojada. Também podem, simplesmente, deixar em branco.

4 - Finalmente, é só colocar o código de verificação e já está, o comentário é aceite.

 

Adorava começar a receber as vossas opiniões, sugestões, etc. Particularmente dos visitantes daqueles pontinhos distantes que aparecem no ClustrMaps (na barra à esquerda): Quenia, Moçambique, Chile, China, Australia, Estados Unidos, Brazil (tantos!) e, claro, da Europa.

Um abraço

 

 

tags: ,
publicado por iGreen às 18:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2007

Natal Verde - Os Enfeites

Reciclar enfeites velhos, desgastados ou desactualizados

Muitos de nós provavelmente têm em casa enfeites velhos (como os da imagem) que estão de alguma forma deteriorados (riscados, gastos, manchados, amolgados, etc.) ou têm um aspecto desactualizado, antiquado ou até um bocadinho piroso. Pode parecer não haver outra solução para eles senão o lixo. No entanto não é bem assim. Podemos poupar o ambiente (menos lixo!) e a carteira (menos despesa!) usando um bocadinho de criatividade para lhes dar uma nova vida.

 

Como? Dando-lhes uma nova roupagem. Por exemplo, podem pintar os enfeites; podem revesti-los de restos de tecido, podem ornamentá-los com brilhantinas (existem uma espécie de canetas de cola com brilhantinas de várias cores com que se podem criar facilmente efeitos muito bonitos) ou ainda fazer colagem de miçangas. Isto pode ainda ser um trabalho muito divertido para entreter as crianças nos fins de semana anteriores ao enfeite da casa. (claro! este ano já não vamos a tempo!). Deixo-vos aqui um sitio onde são apresentados vários projectos (muito fáceis) de transformação de enfeites, com a explicações sobre a execução de cada projecto e o tipo de problema que se pretendeu ultrapassar.

 

 

Fazer os seus próprios enfeites

De crochet ou de papel, para pendurar ou para pousar, existem um sem número de ideias de enfeites que podem ser executados por nós, individualmente ou em família, para enfeitar a nossa casa de uma forma única e muito especial. Aqui vai encontrar 27 projectos fantásticos para escolher e executar.

 

As crianças de certeza que vão adorar participar neste tipo de projectos e aqui poderão encontrar um conjunto de ideias especialmente adequadas a serem executadas pelos mais pequenos.

 

Existem ainda enfeites que podemos fazer com a intenção de reciclar outros materiais, como por exemplo a bola (inacabada!) que vos mostro nesta imagem e que fiz a partir de postais de natal velhos. Foi fácil fazer a base a partir das instruções deste projecto. Difícil mesmo está a ser arranjar tempo para executar os acabamentos, mas lá haveremos de chegar.

 

 

Nos sites abaixo poderão encontrar muitas mais ideias (natalícias e não só), com vários índices de dificuldade. Para executar ou simplesmente para vos inspirar.

All Free Crafts

Make-stuff

BHG- Family & Crafts

BHG – Holidays

Martha Stewart

 

publicado por iGreen às 22:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

Natal Verde - A luz

Quer para interior, quer para o exterior, prefira as iluminações com lâmpadas de LEDs.

Estas iluminações gastam 90% menos energia do que as iluminações tradicionais que utilizam lâmpadas incandescentes. É certo que são um pouco mais caras, mas se tiver em conta o seu tempo de duração (estima-se que possam durar até 20 anos), então esse argumento perde peso já que não terá que substituir as suas iluminações natalícias com a mesma frequência. Não só poupa dinheiro a médio prazo como reduz significativamente o volume de lixo que gera, ajudando ainda a poupar a energia utilizada para fabricar, transportar e reciclar estas iluminações.

Outra vantagem das iluminações que utilizam LEDs é o risco de incêndio. Enquanto que as lâmpadas incandescentes transformam 90% da energia que utilizam em calor, consequentemente aquecendo e aumentado o risco de incêndio; as lâmpadas de LED quase não aquecem.

E para quem gosta de iluminar o exterior da sua casa existem já no mercado soluções que funcionam a energia solar como por exemplo este conjunto de 45 estrelinhas com painel a energia solar.

publicado por iGreen às 17:05
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Natal Verde - A árvore

As pessoas com preocupações ecológicas certamente já se terão perguntado qual a melhor opção em termos de impacto ambiental para a tradicional árvore de natal, certo?

Um árvore natural? Uma árvore artificial? Natural, mas proveniente de limpezas florestais? Natural, mas proveniente de quintas que as criam especificamente para esse fim?

Na minha (modesta) opinião: uma árvore natural, não! Uma arvore demora muitos anos a atingir o estado adulto pelo que não devem ser abatidas nem se deve ocupar terrenos para criação de árvores para abate sem que tenham atingido o estado adulto, já que é no estado adulto que a sua função de reciclagem do CO2 é mais eficaz. Mesmo que, nestas quintas, seja plantada uma árvore no local onde outra foi abatida, existem outros problemas como os pesticidas e fertilizantes utilizados para fazer “crescer” estas árvores. Quanto às árvores naturais, provenientes de limpezas florestais... bem , se não se importarem de todo de ter um pequeno e desengonçado pinheirinho na sala... então força! Confesso que não é o meu caso!

As arvores artificiais parecem, assim, reunir as condições para serem a melhor opção – são bonitas e duram vários anos. Mas (há sempre um mas...!), as árvores artificiais são feitas essencialmente à base de plástico ou vinil, derivados do petróleo como devem saber. Frequentemente contém chumbo. Isto significa um gasto significativo de energia na produção e eventual reciclagem (quando são recicláveis!) e um grande potencial foco de poluição.

Então em que ficamos? Sem árvore de Natal? Bem, eu tenho uma sugestão, que é a seguinte: adquirir uma árvore viva, em vaso. Não muito grande para poder crescer durante alguns anos dentro de um vaso que pode se mantido no exterior (varanda, por exemplo) durante o ano e ser trazida para dentro, para cumprir a sua função decorativa durante o mês de Dezembro (tendo em atenção que devem regar com frequência para que possa suportar a temperatura interior e secura do ar derivada dos sistemas de aquecimento de que necessitamos). Quando a árvore atingir uma dimensão que não permita mais continuar a viver dentro de um vaso escolham um local para a plantar. Quem tem jardim pode ir povoando o seu jardim, quem não tem, pode usar o jardim do seu prédio, ou de um amigo, ou um outro qualquer local (existem tantos pedaços de terreno não aproveitados nas nossas cidades) para plantar a “sua” árvore de Natal e depois fazer-lhe um visita de tempos a tempos. Giro mesmo é adquirir uma árvore para assinalar um marco importante na vida, como: a nossa primeira árvores juntos, a primeira árvore do nosso primeiro filho, etc., e ir assinalando a passagem do tempo através do crescimento da árvore.

As “árvores de Natal vivas” têm já uma expressão assinalável nos EUA, como podem comprovar explorando os links abaixo.

Recycling Your Xmas Tree

Living Tree Donation Program

Green Holiday Solution: A Living Christmas Tree

Living Christmas Trees

How to Choose a Living Christmas Tree

How to Buy a Living Christmas Tree

How To Care for a Live Christmas Tree

Selection and Care of Christmas Trees

Imagem retirada de www.treehugger.com

 

Nota: Ontém fui a uma grande superficie de bricolage, e vi lá as árvores de que falo, protegidas com uma rede para não estragar as ramagens e com as raízes bem acondicionadas. Vi também, na mesma loja, um artigo que pode ajudar bastante quem se decida por esta opção: uma base com rodas onde poderão colocar o vaso e assim facilmente deslocá-lo de um lugar para outro. Existem em madeira ou em metal.

publicado por iGreen às 22:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007

Inspiração: Varandas e terraços do Brazil

No Brazil cresce a procura por ter um pedacinho de natureza, um pedacinho de verde em qualquer espaço exterior disponível, sejam terraços espaçosos (coberturas) ou pequenas varandas, como se pode ler na introdução deste artigo. Apesar do clima dificultar consideravelmente este tipo de jardinagem (devido às elevadas temperaturas), isso não impede que os arquitectos paisagistas consigam contornar esse problema usando a sua criatividade e conhecimentos. De seguida apresento alguns exemplos onde, além do agradável aspecto estético conseguido, são apresentadas as soluções técnicas e ecológicas utilizadas em cada projecto.
  • No artigo Minha cobertura é para... da revista Casa e Jardim, são apresentados três terraços com funcionalidades e espaços bem distintos, de acordo com o pretendido por cada proprietário.
  
( para ver mais fotos de cada projecto clique em Galeria de fotos: Paisagismo )
  • Também da revista Casa e Jardim, o artigo Jardim nas alturas apresenta três propostas para ajardinar três espaços de varanda muito diferentes.

  

  • No site do paisagista Gilberto Matter, podemos encontrar uma colecção muito interessante de fotos dos trabalhos realizados em diferentes tipos de espaços. Também interessante é a secção Antes e Depois que ilustra bem a diferença que se pode conseguir ao adicionar algumas plantas a um espaço.
 
Aproveito ainda para destacar dois dos sites onde residem algumas das informações descritas em cima, são eles:
Jardim de Flores
Paisagismo Brazil
Em qualquer um destes sites é possível encontrar dezenas de artigos informativos sobre diversos assuntos, como: paisagismo; jardinagem; plantas; dicas, ideias e curiosidades; produtos, ecologia e meio ambiente, etc. ...
publicado por iGreen às 13:17
link do post | comentar | favorito
|
Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar